Solitário Inconsciente Coletivo

Inferno são o dos outros, o meu é sauna.

 

Fotografias: Fabienne Cresens

 

Anúncios

Fumo porque sou uma atriz dramática que não abre mão dos efeitos especiais.

 

Fotografias: Fabienne Cresens

O desentendimento existe porque já nos entendemos.

 

Fotografias: Fabienne Cresens

Descobri a bunita  em 2009 com 100 days, 100 nights (Maravilhosa), e desde ontem decidi resgatá-la do limbo dos arquivos bons quase nunca escutados…Pronto não parou.

E só pra constar a banda que toca com a Amy Winehouse na verdade é  dela, o que não a deixou lá muito feliz com o pequeno “roubo”.

How long do I have to wait for you honey?

Sharon Jones & The Dap-Kings

How long do I have to wait for you honey
Before a girl like me can move on
Ooh baby tell me how long
Do you I have to wait for you honey
Before I can say that you’re gone
Every hour seems like a day
And every day is like a year
And every week is an eternity
Well I get lonely baby when you’re not here
Ooh baby tell me how long
Do you I have to wait for you honey
Before a girl like me can move on
Ooh baby tell me how long
Do you I have to wait for you honey
Before I can say that you’re gone
Won’t you let me know, yeah
I’m in an awful state, baby
You said you loved me so
But I just don’t know how long I can wait
How long do you I have to wait for you honey
Before I can say that you’re gone
(music)
I ax’d your mama; I ax’d your papa,
Your friends, your preacher and your boss
No one knows where you going to baby
Or if you’re coming back to me
Or we’re together or are we lost
Ooh baby, tell me how long
Do you I have to wait for you honey
Before a girl like me can move on
Ooh baby, tell me how long
Do you I have to wait for you honey
Before I can say that you’re gone
Won’t you let me know, yeah
I’m in an awful state, baby
You said you loved me so
Ooh baby, tell me how long
Do you I have to wait for you honey
Before I can say that you’re gone
one
Won’t you let me know, yeah
I’m in an awful state, baby
You said you loved me so
But I just don’t know how l
ong I can wait
(music)
Oh baby, tell me how long
Do you I have to wait for you honey
Before a girl like me can move on
Baby how long
Do you I have to wait for you honey
Before I can say that you’re gone, ahh
How long do you I have to wait for you honey
Before a girl like me can move on
Baby how long
Do you I have to wait for you honey
Before I can say that you’re gone, yeah
How long, baby tell me, how long

Categoria 2011, agora resolvi compartilhar além do que eu penso, o que escuto…

A Menina Dança

Quando eu cheguei tudo, tudo
Tudo estava virado
Apenas viro me viro
Mas eu mesma viro os olhinhos

Só entro no jogo porque
Estou mesmo depois
Depois de esgotar
O tempo regulamentar

De um lado o olho desaforo
Que diz meu nariz arrebitado
E não levo para casa, mas se você vem perto eu vou lá
Eu vou lá!

No canto do cisco
No canto do olho
A menina dança

E dentro da menina
A menina dança
E se você fecha o olho
A menina ainda dança
Dentro da menina
Ainda dança

Até o sol raiar
Até o sol raiar
Até dentro de você nascer

Nascer o que há!

Quando eu cheguei tudo, tudo
Tudo estava virado
Apenas viro me viro
Mas eu mesma viro os olhinhos

 

Imagem: Denis Olivier

Calendário novo, tempo passando, envelhecimento… de repente me peguei pensando na velocidade com a qual as coisas estão mudando, diante dos nossos olhos o lobo mal comeu a vovó! E dessa vez não tem caçador que tire ela de lá, primeiro que a vovó de hoje odeia ser chamada de vovó, veste roupa da neta, e tem a cara sempre feliz por conta do botox. O abraço macio deu lugar a rigidez do silicone, 300 ml de cada lado, para favorecer o decote. Ela não lê mais história, nem conta causos da época de quando era criança, época de quando era criança? Está louca?! Vovó de hoje em dia é sempre jovem, tem espírito jovem, roupa de jovem, gosta de ficar com os jovens é vergonhosamente jovem.

 

Tive uma vózinha tradicional, ainda bem, mas sei que meus filhos não terão, mas espero ser o meio termo para os meus, até porque talvez a nossa geração entenda que o caminho do meio pode ser a solução. Minha mãe que me perdoe (ainda bem que a internet para ela resume-se em orkut, msn e site de fofoca), mas não quero cantarolar lady gaga com meus netos e me sentir o máximo por isso. A magia da relação entre vó e neto é exatamente a possibilidade de comparar as mudanças no mesmo mundo em momentos tão distintos.  Ver empiricamente a fluidez das coisas, idéias, costumes. Ninguém precisa oprimir ninguém, é só troca, a troca das diferenças.

 

Como foram valiosas as dicas de chá de alface pra dormir, como eu adorava escutar as históricas sobre como ela aprendeu a usar o papel higiênico na escola, na época era tecnologia de ponta. Ver sempre a felicidade de poder comprar ovos no supermercado, pois na época dela, para fazer um bolo levavam semanas roubando-os da galinha criada no quintal (Vó de verdade tinha quintal!). O ato de maior rebeldia na adolescência foi desafiar o pai e andar de perna de pau nas ruas, coisa só feita por meninos, pode? Para ela ser professora era coisa de mulher e arquitetura era a coisa mais genial do mundo, afinal inventar elevadores e prédios eram coisas para gênios.

 

Ai que pena dos meus filhos e suas avós plastificadas, com sorrisos fakes e vergonha do seu passado…velhos, envelheçam!

 

Imagem: Grafitte de Dri-K Chagas (amiga linda…saudade)

Trilha sonora do post? Acabou chorare – Novos Baianos

Chorei
Não procurei entender
Todos viram, fingiram
Pena de mim não precisava

Ali onde eu chorei
Qualquer um chorava
Dar a volta por cima que eu dei
Quero ver quem dava…

…Reconhece a queda
E não desanima
Levanta, sacode a poeira
E dá a volta por cima

 

————————————————————————————————————————————————————–

Fotografia: Oliver Valsecchi

Música: Dr. Paulo Vanzolini (Sim, ele é um homem da ciência também!)

 

Fotografia: Alyz Tale

Eu?

Freud explicaria...

Quando?

Fotografia: Julie De Waroquier
Fotografia: Julie De Waroquier
outubro 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Quantos?

  • 29,787 hits